Friday, October 5, 2012

World Teachers' Day! Be creative!





"On this day, we call for teachers to receive supportive environments, adequate quality training as well as ‘safeguards’ for teachers’ rights and responsibilities. (...) We expect a lot from teachers – they, in turn, are right to expect as much from us. This World Teachers’ Day is an opportunity for all to take a stand."

Irina Bokova, UNESCO Director General

October 5! Today is my day! And the day of all teachers in the world! I hope you feel happy to be a teacher as I was and still I am. 

“Take a stand for teachers!” is the slogan of World Teachers’ Day 2012 which UNESCO is celebrating along with its partners, the International Labour Organization, UNDP, UNICEF and Education International (EI).  
"Taking a stand for the teaching profession means providing adequate training, ongoing professional development, and protection for teachers’ rights."
All over the world, a quality education offers hope and the promise of a better standard of living. However, there can be no quality education without competent and motivated teachers.






That's right! A quality education needs competent teachers and most of all motivated teachers. Without motivations, we can not be competent teachers.

I remember when I started thinking at the university to become a teacher. One thing was on my mind for sure! I did not want to become one of those teachers I had when I was in school. A boring, old fashioned teacher that didn’t have a clue on what was going on in young peoples’ lives.  

My motivation? I wanted to make a difference. And I did! I believe that is the most important value to become a teacher. To make a difference. Do something useful and creative. Be useful and innovativeI used my inspiration, my artistic talent, my sense of humor, my practical sense and my joy to be among my students as a learner too in a constant evolution. 


UN Photo | Yutaka Nagata

"Não presumo saber ou conhecer.
Ouso perguntar e aprender."

Autor desconhecido


Lembro-me como se fosse hoje! O meu primeiro dia de professora, os meus primeiros alunos, as minhas primeiras aulas e, no entanto, já lá vão tantos anos!

Sempre quis ser professora! Mas decidir lidar com os jovens, nunca foi tarefa fácil! Quem disse que era? Tantas vezes habituados a pensar que a melhor defesa é não confiar, levava-me a tentar por todos os meios chegar lá dentro, àquele ponto sensível. Mas, saber onde ele estava ou se faltava muito para o encontrar era sempre um enigma. E lá chegar, uma indelével alegria.


Na verdade, nesta incessante luta para num curto espaço de tempo conseguir operar algumas mudanças na forma como vêem o Mundo, acabamos por nos dar diariamente, aos poucos e sem limites. De coração!

Não cedemos nas regras do jogo, mas estamos lá, a cada instante, no momento certo, especialmente nos mais difíceis. E eles rapidamente  captam isso!

Não é fácil, porque nos exige dizer não só as coisas boas, mas também aquelas que, mesmo magoando, é necessário serem ditas, para que cresçam bem e com equilíbrio.



Com o tempo aceitam tudo isso e estranham se não dissermos a verdade, por mais dura que seja, quando sabem que erraram.

E, dia após dia, dão sentido às nossas vidas e fazem com que todos os trabalhos e sacrifícios valham a pena. E valeram!



Afinal, investimos tanto de nós nestes filhos que não são nossos, que alguns dos seus deslizes mais simples nos podem magoar. Mas depois passa!


Contudo, é importante que percebam que tal como eles sofrem, quando os magoam, o mesmo acontece connosco. É necessário que saibam que também somos humanos.

Vêm-me à lembrança todas as escolas, poucas, por onde passei - gostei  sempre de criar raízes enquanto me sentia necessária para apoiar os alunos - e de tantas, manifestações de profunda ternura  de muitos alunos. Se não no momento, anos mais tarde.

Três filmes retratam o valor do professor. "O Bom Rebelde", "O Clube dos Poetas Mortos", "Mentes Perigosas". Uma professora, dois professores com quem me identifico. Pela maneira aberta, frontal, suave e universalista de olhar o ' ser professor' quer pelo estudo da Literatura quer pelo da Matemática. Ensinar com o coração e pelo coração, que é a maneira mais adequada, ligando a escola à vida, à nossa interioridade, com aquele rasgo de rebeldia que é necessário para se sair da norma-padrão, da vulgar e fria perspectiva de dar a matéria, sem alma!

Para ensinar, é preciso estar lá com o coração e pelo coração! Sempre estive na docência pelo coração.

Venci barreiras, muitas, ultrapassei limites de horas de trabalho, retirei muito tempo ao descanso, à vida em família, mas queria estar presente o mais possível! 

Desde 1999 que investigava o método de incluir as tecnologias (TIC) nos currículos de Língua Portuguesa e de Francês Língua Estrangeira, integrando ao mesmo tempo noções  e ensinamentos de Educação para a Cidadania para despertar jovens consciências.
Vêm daí, as primeiras iniciativas para motivar alunos para os recursos educativos digitais integrados nos currículos. 



Não esqueço a célebre 'geração Harry Potter'! Imaginativos! Foi o arranque! A aventura!
Alunos tão criativos! Tudo que se fazia, era como que por um golpe de magia. Lemos Harry Potter nas aulas de Línguas, fomos em grupo ver o filme, e ei-los prontos a aceitar as primeiras incursões nas TIC em sala de aula, apenas com um computador! 

Daí nasceu Kidzlearn Lugares & Aprendizagens,finalista dos Global Junior Challenge 2004. Professora, alunos, todos aprendizes das coisas virtuais, meios digitais de ensino e aprendizagem, recursos vastos, excitantes, o enriquecimento dos currículos, o ensino adaptado às exigências reais dos alunos, em regime presencial e não presencial! 
Outras gerações se seguiram. Veio a 'primeira geração dos nativos digitais'  que deu vida ao BlogdosCaloiros e ao Blgoskidz. Das primeiras experiências pedagógicas de blogues em Educação, no país e além fronteiras. Já era uma outra geração. Bem mais autónoma, também dinâmica, mais empreendedora e competitiva.



E depois a 'geração milénio'! Cada vez mais viva empenhada, curiosa, crítica, atenta. E a geração Y e a geração Z. Oh! As gerações 'texting' e 'screen-touch'.

Acompanhei-as com entusiasmo, introduzindo os recursos educativos digitais nos currículos, abrindo novas perspectivas. Juntos desvendámos interessantes caminhos no ensino e aprendizagem da Língua Portuguesa de Francês Língua Estrangeira.  

Nesses espaços pródigos de luminosidades coruscantes, esses os cérebros inquietos, vertiginosos, sondei as imaginações misteriosas desses jovens aprendentes com quem trabalhei afincadamente leccionando os currículos com criatividade e imaginação.

Aí mesclamos prodigamente emoções infindáveis! Tive o imenso privilégio de pressentir e apoiar sensibilidades raras, talentos delicados.

Acreditem, as novas gerações são prodigiosas! Obrigam-nos a estar presentes, constantes na evolução da formação e da informação, das técnicas, dos recursos, dos dispositivos móveis para que o ensino e a aprendizagem resultasse um real aprendizado, bem ao ritmo da época em que vivemos.

Ficarão sempre em meu coração porque 'pelo coração' fiquei com os alunos, lhes transmiti saberes, muitos valores,  entre afectos e um grau de exigência elevado que considero imprescindível para a vida. Mas também com eles muito aprendi. É uma verdadeira partilha, o ensino.

Foi muito bom trabalhar com todos os alunos, mesmo os mais rebeldes, numa partilha de aprendizagens profundamente enriquecedora. 

Nem todos foram doutores, mas a todos incentivei para tirar um curso, superior ou médio! Isto é, a todos incentivei a seguir o que os fizesse sentir mias realizados, de modo a enfrentarem o mundo melhor preparados. Um mundo que eles vão querer mudar!

Ah! Não posso deixar de agradecer aos Pais que me apoiaram, nos momentos em que fiz a viragem para o ensino do século XXI, numa fase em que nem se falava de recursos educativos digitais, de web 2.0 e do uso de telemóveis na Educação. Compreenderam o alcance das minhas ideias, e caminharam do mesmo lado, comigo, na tarefa difícil de ajudar filhos a crescer saudáveis e  preparados para exigir o melhor para as suas vidas!

G-Souto, Carta Aberta



Teachers are among the many factors that keep children in school and influence learning. They help students think critically, process information from several sources, work cooperatively, tackle problems and make informed choices.
Why take a stand for teachers? Because the profession is losing status in many parts of the world.. World Teachers’ Day calls attention the need to raise the status of the profession - not only for the benefit of teachers and students, but for society as a whole, to acknowledge the crucial role teachers play in building the future.

"Teachers (...) ultimately determine our collective ability to innovate, to invent, to find solutions for tomorrow. Nothing will ever replace a good teacher. Nothing is more important than supporting them.” 
Irina Bokova, UNESCO Director General

Have a wonderful Teacher's Day! Enjoy it! Don't give up! Be creative!

G-Souto

05.10.2012
Copyright © 2012G-Souto'sBlog, gsouto-digitalteacher.blogspot.com®

Licença Creative Commons
World Teacher's Day! Be creative! bG-Souto is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.

References:

Credits: Photo UN

World Teacher's Day

World Teacher's Day 2012 Take a Stand for Teachers

No comments: